Encontro discutiu diretrizes e ações da corporação para o ano de 2018; governador ressaltou os avanços da segurança pública em Minas Gerais

O governador Fernando Pimentel participou nesta segunda-feira (19/2), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, de reunião com os comandantes de Unidades Operacionais da Polícia Militar de Minas Gerais para discutir diretrizes e ações da corporação para este ano. Durante o encontro, o governador ressaltou que a segurança no Estado tem alcançado bons e expressivos resultados.

 

“Estamos fazendo em Minas Gerais a boa política pública de segurança. A experiência acumulada pela nossa Polícia Militar está nos permitindo avançar e implementar modelos de policiamento que estão produzindo resultados positivos. O que fizemos com as bases móveis já é um sucesso. É um modelo que funciona, com a polícia comunitária próxima da população, com grande reconhecimento. Temos a melhor Polícia Militar do Brasil, isso posso falar sem medo de errar. Temos que defender o modelo de política de segurança que estamos fazendo em Minas Gerais", afirmou.

 

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Helbert Figueiró de Lourdes, destacou os resultados obtidos em 2017, ressaltando que o trabalho realizado pela corporação tem como objetivo reduzir ainda mais os índices de criminalidade no Estado.

 

“Esse encontro é uma reunião de trabalho para estabelecer as diretrizes do Comando para o desenvolvimento das atividades operacionais neste ano de 2018. Faremos também uma avaliação do sucesso obtido em 2017 no que diz respeito à redução dos crimes violentos. Sucesso que caminha na mesma direção no ano de 2018, cujos índices até então são bem melhores do que o do ano passado”, avaliou o comandante-geral em entrevista à imprensa.

 

Questionado pela imprensa sobre a situação da segurança no Rio de Janeiro, o comandante-geral ressaltou que a expectativa é de que Minas Gerais não será atingida com possíveis reflexos em seu território.

 

“É importante frisar que a nossa polícia está com muita atenção, com um olhar cuidadoso, sobretudo na região de divisa com o estado do Rio de Janeiro. Já desenvolvemos estratégias de reforço e de monitoramento das divisas. Vamos, agora, analisar eventuais reflexos, que até agora não foram percebidos. Todo o plano já está formatado. Mas o que eu digo é que o cidadão mineiro, sobretudo na região da divisa com o Estado do Rio de Janeiro, pode ficar tranquilo que teremos condições de responder à altura”, finalizou.

 

Também participaram do encontro o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Fernando Arantes, e o subcomandante-geral da PM, coronel André Agostinho Leão de Oliveira.

Fonte: Carlos Alberto/Imprensa MG