Defesa Civil começa operação, que vai beneficiar mais de 93 mil pessoas, no dia 12 de setembro

O Governo de Minas Gerais, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), vai levar água às famílias da zona rural de 64 municípios atingidos pela seca. A Operação de Transporte e Distribuição de Água Potável (TDAP) terá início no dia 12 de setembro. O reabastecimento será feito, de casa em casa, com caminhões-pipa. A expectativa é de beneficiar mais de 93 mil pessoas, uma média de 23 mil famílias. O atendimento será realizado até o mês de novembro, no final do período de seca.

De acordo com o coordenador estadual da Defesa Civil e que está à frente da operação, coronel Rodrigo Sousa Rodrigues, a ação, em 2019, irá superar o número de atendimentos realizados em anos anteriores. “O diferencial em 2019 é que a média histórica de atendimento dos últimos quatro anos é de 47 municípios apoiados. Este ano já existe condição de atender 64, e esse número será maior ainda, em função dos pedidos já formalizados na Defesa Civil Estadual, que hoje são 77”, destacou.

Serão contemplados municípios das regiões Central, Norte, Noroeste e vales do Jequitinhonha e Mucuri. Além de estar com o decreto de situação de emergência, em razão da seca, homologado, os municípios afetados devem apresentar pedido de ajuda humanitária junto à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. O pedido deve ser formalizado mediante apresentação do Plano Municipal de Distribuição de Água, documento que explicita, dentre outras informações, as comunidades rurais que necessitam de atendimento.

O coronel Rodrigo Rodrigues ressalta que todo pedido enviado à Cedec ao longo do ano é analisado, para que sejam verificadas as condições de atendimento e de apoio.

Serão investidos R$ 4,8 milhões na operação, recursos solicitados ao Governo Federal para ações de resposta ao enfrentamento à seca. O Estado de Minas Gerais, como contrapartida, apoia com o valor correspondente ao pagamento da água fornecida.

Outras ações

Além de levar água potável à população, a Cedec oferece capacitação aos municípios afetados, com cursos regionalizados e workshop. A coordenadoria presta apoio técnico constante quanto ao trâmite e à documentação necessária para o decreto de situação de emergência.  Outro projeto da coordenadoria é a distribuição de cestas básicas à população prejudicada no período de seca.