De forma pioneira, Defesa Civil Estadual e Igam terão equipes integradas para o monitoramento

Alertas de temporais, chuvas de granizo, rajadas de vento intensas e tornados serão informados com mais rapidez pelo Governo de Minas à população. Foi oficializada nesta segunda-feira (23/9), uma nova parceria entre o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), com integração de suas respectivas equipes em um único local, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). O centro fica no Prédio Alterosas, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, e reúne ainda outros órgãos de defesa.

Na oportunidade, foi lançado também o novo sistema de envio de alertas por meio da TV a cabo, fruto de parceria entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), a Cedec e municípios.

A integração no CICC é uma iniciativa pioneira, que coloca Minas como primeiro estado brasileiro a promover o trabalho conjunto entre as agências, 24 horas por dia. Com a mudança física e estrutural e o uso da previsão de curtíssimo prazo (chamada de Nowcasting), o processo de envio de mensagens de SMS, via celular, com os avisos de eventos críticos, será otimizado.

O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, esteve presente no CICC e elogiou a iniciativa mineira. “O governo federal está aqui, hoje, para parabenizar o governo estadual e prestigiar esse evento importante. O que está acontecendo era um sonho antigo, de integrar a meteorologia com os órgãos de defesa social e defesa civil para que a prevenção e a preparação do socorro fossem feitas de forma eficiente e oportuna”, disse.

A integração entre os órgãos vai possibilitar mais agilidade nas ações de prevenção e de mitigação de danos, de perdas materiais e de risco à vida humana. Para isso, os meteorologistas do Igam e os plantonistas da Defesa Civil Estadual estarão lado a lado, no mesmo ambiente de trabalho. Assim, será possível diminuir o intervalo de tempo entre a detecção do evento de tempo severo e o envio dos alertas.

A diretora-geral do Igam, Marília Melo, explica como funcionará a parceria. “O Igam é responsável pelo monitoramento meteorológico no estado, por meio do Simge. Esse sistema monitora o comportamento meteorológico no estado, por meio de vários instrumentos, como radares, satélites e informações de solo”.

Essas informações são plotadas em um mapa de previsão que contém a probabilidade de tempo severo e os níveis de severidade. “Essa integração com a Defesa Civil e o CICC é um passo muito importante porque, a partir de agora, a informação gerada pelo Igam, antes enviada por e-mail à Defesa Civil, será repassada de forma instantânea”, afirmou. Segundo Marília, a mudança vai melhorar o planejamento e execução de ações de resposta, além de proteção às pessoas em relação a eventos críticos hidrológicos”, afirmou Marília.

Inicia-se o acompanhamento por radar e satélite do deslocamento das tempestades e detecção de quais tempestades terão o potencial de gerar tempo severo: tais como granizo ou tornados. Após feita a análise e identificação, é realizada a extrapolação da situação e deslocamento da tempestade para até 60 minutos, sendo essa informação transformada em alerta e enviada pelo plantonista da Cedec para os municípios.

O chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Rodrigo Rodrigues, reforçou a importância da parceria com o Igam e comentou como esses procedimentos podem ser úteis à população mineira.

“Os alertas vão antecipar eventos. No caso de uma possível inundação na Avenida Vilarinho, em Belo Horizonte, por exemplo: já existe um procedimento da Defesa Civil Municipal de prevenção naquela área, com placas e indicativos. Com os alertas, as pessoas podem desviar daquele local, além de alertar outras pessoas que moram na região. Esperamos, assim, reduzir ao nível de zero fatalidades”.


Como funciona

Lançado em 2017, o sistema de envio de alertas por SMS, agora otimizado pelo Governo de Minas, é um serviço gratuito oferecido pelo Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração, em parceria com os órgãos de Defesa Civil de estados e municípios. Os alertas são enviados sempre que são identificadas situações de riscos em função de desastres naturais.

Para se cadastrar e receber os alertas, o cidadão precisa enviar uma mensagem de texto, informando o CEP da residência ou local desejado, para o número 40199. A qualquer momento, se o usuário desejar, também é possível cancelar o serviço por mensagem de texto.

Parceria entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e Defesa Civil do Estado e municípios, o novo sistema de envio de alertas meteorológicos à população, por meio da TV a cabo, foi lançado nesta segunda-feira, tendo Minas Gerais e outros estados da região Sudeste como pioneiros.

O objetivo do sistema é enviar alertas, na iminência de eventos como alagamentos, enxurradas, deslizamentos de terra, vendavais e chuvas de granizo, a aproximadamente 16 milhões de pessoas, que possuem TV por assinatura no Brasil.

Saiba mais

Define-se “tempo severo” como as tempestades capazes de produzir, na superfície, um ou mais dos seguintes eventos: granizo (>= 2cm); rajadas de vento intensas (>= 80 km/h) e tornados. Um quarto elemento são as chuvas, com taxa de 40 milímetros por hora (mm/h) ou passível de gerar enxurradas.